Nos Tempos do Imperador: Zayla recupera prova que incrimina Tonico pela morte de Nino e começa vingança

A jovem leva a peça encontrada para Teresa e Celestina


19 de janeiro de 2022

Foto: Reprodução Globo/Montagem

Nos próximos capítulos de Nos Tempos do Imperador, Zayla (Heslaine Vieira) encontrará, por acaso, uma prova que pode finalmente levar Tonico (Alexandre Nero) para a cadeia. Ela estará andando na rua, logo após desistir de levar comida para Guebo (Maicon Rodrigues) por ter encontrado com Justina (Cinara Leal), quando uma lavadeira a chama. A moça conta que encontrou algumas coisas dela que estavam num canto do zungu, perto do tanque, quando ela trabalhou lá.

Zayla remexe o cesto, quando vê ali um colete. “O que é isso?”, fala, ressabiada. Até que ela lembra de uma conversa que teve na época com a escrava da casa do deputado sobre essa mesma peça de roupa dele. “Está com uma mancha. É tinta, não sei... Tentei de tudo, mas não sai. Você sabe alguma coisa que tire isso?”, pergunta a lavadeira. Zayla pega a peça e, surpresa, vê a capa do jornal estampada na roupa. Intrigada, ela começa a pensar sobre o que isso pode significar.

Em seguida, a jovem já estará na Quinta, diante de Teresa (Letícia Sabatella) e Celestina (Bel Kutner), falando rápido e muito ansiosa. Ela diz que precisa tirar uma dúvida com a baronesa sobre o dia em que o seu marido, Nino (Raffaele Caseccio), foi encontrado morto na redação do jornal. “Disseram que foi um assalto, mas não tenho dúvidas de que ele foi morto por Tonico!”, interrompe Celestina. Teresa fala que o problema é que não há provas.

A Imperatriz lembra que o deputado alegou que estar fora da cidade no dia da morte e que o delegado Borges (Danilo Dal Farra) confirmou isso. Zayla questiona qual foi a data da morte. “Vinte e sete de março, há mais de dois anos”, diz Celestina. A filha de Cândida (Dani Ornellas) vê que suas suspeitas estavam certas. Ela pega o colete e mostra para Teresa e Celestina. “Sabe o que é isso? Um colete de Tonico. Manchado com a primeira página do jornal dele. Edição do dia 28 de março de 1866”.

Celestina fica branca. “Meu Deus!”. Zayla, que prometeu se vingar do vilão após levar surra e ser enxotada da casa dele, está convicta da culpa do deputado. “Se Tonico estava fora da cidade, como a capa do Berro, do dia 28, ficou impressa no colete dele? Se o jornal é impresso no dia anterior? Ou seja: 27 de março!”. As três se entreolham, atônitas. “Talvez, tenha havido uma briga entre os dois...”, opina Teresa. Aí mostrará uma cena de flashback da luta entre Nino e Tonico, que culminou na morte do marido de Celestina.