Bruno Martini lança remake de Bring Me To Life e clipe com Vanessa Giácomo

DJ tem parcerias com estrelas internacionais como Lady Gaga e Katy Perry


07 de dezembro de 2021

Foto: Divulgação/Seven Zee

Bruno Martini tem múltiplos talentos, mas é como DJ e produtor que se tornou conhecido no cenário musical internacional. Ele acaba de lançar o remake do hit de Bring Me To Life, sucesso em 2003 com a banda Evanescence, e o clipe estrelado por Vanessa Giácomo. “A primeira pessoa que me veio à cabeça foi ela. Vanessa entregou um trabalho de excelência”, afirma. O projeto foi um pedido de David Hodges, um dos compositores do clássico e ex-integrante da banda americana.

A ligação de Bruno com a música é de longa data. Ainda na faculdade de engenharia, nos Estados Unidos, criou a banda College11, que ficou tão conhecida a ponto de ser contratada pela Walt Disney Records. Em 2016 decidiu seguir carreira solo e continuou fazendo sucesso. A primeira canção dessa nova fase foi Somewhere to Go, mas foi o lançamento de Hear Me Now, com parceria de Alok e participação de Marcos Zeeba, que Bruno ganhou sua projeção internacional.

De lá para cá, ele lançou outros sucessos que também viraram hits e fez parcerias com estrelas como Lady Gaga e Katy Perry. Há pouco tempo, lançou Where ‘d U Go, que está disponível em todas as plataformas digitais. Para medir um pouco tamanho do sucesso de Bruno, ele tem 1,3 bilhões de streams no Spotify.

Foto: Divulgação/Seven Zee

Quando você descobriu a sua paixão pela música? Comecei a tocar violão com 8, 9 anos, roubei o primeiro violão lá de casa e comecei a querer fazer aula. Meu pai gostava muito de rock, então eu ouvia muito rock clássico, tipo Deep Purple e Led Zeppelin. Fiz uma banda de escola com 11, 12 anos e vendia ingresso a 1 real pra conseguir alugar a caixa de som hahaha.

Você ficou conhecido pelo grande público por Collage 11 e sua trajetória com a Disney. Sente saudade? Eu tenho um carinho muito bacana para essa fase que tive lá dentro e eu acho que me ajudou a construir quem eu sou até chegar nesse momento de hoje.

Por que decidiu seguir carreira solo? Eu me peguei e falei ‘Cara, pô, eu quero poder lançar minhas coisas quero poder mostrar mais sobre mim para as pessoas’... ‘Tá na hora de eu bater minhas asas sozinho ir para o mundão’.

E foi assim que surgiram parcerias com Alok, Lady Gaga entre outros nomes relevantes da música. Como foram esses encontros? Me sinto muito grato que as pessoas, de alguma forma, escutam minha música. Quando chegou um email da gravadora falando que a Lady Gaga queria que eu fizesse um remix pra ela, eu falei: ‘Ah, tá bom’ (risos)! Eu fiz sem criar esperança. Até lançar eu não falo nada, porque tudo pode mudar. Acabou que ela amou, e ele (o remix) foi muito bem recebido! Fiquei supercontente com tudo que rolou.

E agora vem mais parceria, só que dessa vez com Cat Dealers... Eu espero de coração que vocês curtam. Já estamos com Where ‘d U Go em todas as plataformas digitais. Aproveitem muito, escutem da forma que quiserem e depois me contem!