Ivete Sangalo comanda o Música Boa Ao Vivo direto da sua Bahia: “Eu tô eufórica!”

Cantora, que estará no palco com seus músicos, é a primeira a apresentar atração do Multishow fora do Rio


12 de julho de 2021

Foto: Rafa Mattei

Ivete Sangalo não esconde em seu rosto e palavras o momento de imensa felicidade. Uma das maiores cantoras do nosso país comanda o Música Boa Ao Vivo – Temporada Especial Ivete Sangalo, no Multishow, a partir desta terça-feira, 13 de julho, às 20h30, com uma novidade. A atração será apresentada diretamente da Bahia, terra natal da estrela. Com um protocolo rígido de segurança, o canal armou o palco em Salvador para a “mainha” reinar ainda mais juntinho dos seus. “Eu tô eufórica!”, resume ela.

Outro diferencial é que a cada um dos 12 episódios, o programa receberá, ao menos, um artista da Bahia. “É uma sensação poderosa”, diz ela, referindo-se à importância da representatividade. O fato de ter os seus músicos junto no palco também deixa Ivete sorrindo à toa. Afinal, em época de pandemia, a área é uma das mais prejudicadas. “Os meninos estão muito felizes e eu também”. Na estreia, Ivete recebe os conterrâneos Carlinhos Brown e Os Barões da Pisadinha, com participações especiais de Jau e Pitty. Outros nomes confirmados na temporada são Claudia Leitte, Léo Santana, Durval Lelys, Wesley Safadão, Banda Eva, Gloria Groove e Mari Antunes

SONHO ANTIGO COMANDAR ATRAÇÃO DIRETO DA BAHIA

“De fato, sempre foi um sonho meu. Eu acho que Salvador é um lugar onde tudo acontece de uma forma linda e diferente. E com os músicos, muita coisa envolvida, isso movimenta muita coisa bacana para a Bahia. É uma tendência do meu trabalho sempre trazer coisas para cá, por uma necessidade minha, pela paixão pelo meu lugar e por eu ser uma artista da Bahia.”

Foto: Rafa Mattei

REPRESENTATIVIDADE AO TER ARTISTAS BAIANOS EM CADA EPISÓDIO

“Não vou mentir, tem sim um significado especial. É uma sensação poderosa, um momento da minha carreira em que eu posso optar por isso, não é uma condição, porque no Multishow a gente não trabalha com negócio de condição. O Multishow é sentimento, quando ele apareceu virou esse fenômeno porque sempre foi democrático. Foi o pulo do gato, a democracia das apresentações, dos segmentos, está todo o mundo lá. A minha carreira se confunde com a do Multishow. E você chegar num momento da sua carreira em que você fomenta coisas que  acredita e que dá certo, eu vou ter todos os artistas da minha terra, gente que aplaudo diariamente, prestigiados ali. É um movimento muito positivo, porque sozinho a gente não faz absolutamente nada. É preciso ter um movimento e os meus colegas, não só da Bahia, mas da música, temos que levar coisas boas através da música, dos encontros, tudo viabilizado com todo um protocolo, feito com muita responsabilidade.”

REENCONTROS E FARRA APÓS TANTO TEMPO SEM VER AMIGOS

“E eu tenho feito os convites pessoalmente para os meus amigos aqui da Bahia. As ligações são uma farra, eles dizem, que massa de ser aqui, uns dizem, vou de moto, de bike, para o programa. E tanto tempo sem se encontrar, está rolando uma carência real. Com relação ao público, o negócio está devastador para a música não ter contato com o fã. Isso nunca foi sentido dessa forma na minha vida. Não é uma escolha, e a falta é muito grande. Então essa possibilidade de ter esse encontro com colegas, me deixa muito feliz.”

MÚSICA BOA AO VIVO COM O TEMPERINHO DA BAIANA

“Olhe, eu tô assim muito exibida! Essa oportunidade vai fazer com que a gente apresente um Música Boa com a minha cara e eu tô me dedicando muito a isso, eu tô muito feliz que a minha banda será a banda que vai estar com todos os artistas, os meninos estão muito felizes e eu também porque isso me deixa ainda mais íntima do processo inteiro. Então, eu garanto que o Música Boa continuará sendo o xodó de todas as pessoas, mas com um temperinho da baianinha aqui.”