Sayonara Sarti, da Nova Comunicação: “Acredito que o artista é um agente transformador na sociedade”

Ceo da empresa ressalta a importância da Comunicação Estratégica e Responsável para pessoas públicas


25 de setembro de 2020

Foto: Divulgação

Em 2013, quando criou a Nova Comunicação, no Rio, Sayonara Sarti tinha a ideia de trabalhar só com marcas e corporações, o que faz até hoje com empresas como a L’Oréal. Mas com o incentivo na época da amiga e atriz Juliana Alves, ela partiu para o trabalho também com artistas. Ju acabou sendo a sua primeira cliente. Desde então, ela já assessorou muitos artistas, e hoje conta em seu time com nomes como Gabriela Duarte, David Junior, Gabriela Medvedovski, Carolina Kasting, Paula Braun, Juliana Lohmann, Aline Fanju...

E foi com a Sayonara Sarti que o Portal ArteBlitz teve o prazer de iniciar a série de lives com assessores de comunicação e empresários da área artística para falar um pouco sobre todo o trabalho de imagem do artista, as escolhas na carreira, como tudo isso é feito e pensado. A gente vai colocar aqui só uma palinha do que foi o nosso papo maravilhoso e de muita clareza e informação sobre a área. À frente da Nova, Sayonara aposta muito na Comunicação Estratégica e Responsável.

MUITO MAIS DO QUE ASSESSORIA DE IMPRENSA...

“Vou falar a partir do meu ponto de visto e do que eu entendo. Porque eu acho que essa opinião pode ser de cada um. Ainda se fala também, tem muita gente que assina como assessor de imprensa e tudo bem, isso não é um problema, é mais um caminho que eu encontrei pra mim e que eu acredito... Eu trabalho muito nesse lugar de acreditar, eu preciso acreditar no trabalho, naquele cliente, eu preciso ter esse tesão com a história de fato. Quando eu comecei, de fato, eu estava muito no lugar de assessor de imprensa. E eu comecei a entender, naquele movimento todo que o que eu via no meu entorno eram os assessores serem ponte entre o artista e os veículos. Não estou generalizando, falo amplamente... E eu comecei a entender que só ser essa ponte não era suficiente pra mim, ao meu ver, com a quantidade de questões, possibilidades e afins. Então eu comecei a entender que a gente precisava fazer um caminho um pouco maior. Mas pensar no antes disso e fazer esse caminho até chegar à imprensa.”

ARTISTA COMO TRANSFORMADOR NA SOCIEDADE

“Hoje eu defendo muito esse lugar da Comunicação Estratégica e Responsável, responsável principalmente. Porque eu acredito que o artista é um transformador na nossa sociedade, ele tem uma voz muito ampla. A gente sabe que isso chega pra muita gente. E aqui eu não estou entrando em questões políticas, não é sobre isso, mas de como essas vozes têm um alcance muito grande. Elas transformam, hoje a gente vê pessoas que nem estão na televisão e já fazem esse movimento de transformação na vida de outras pessoas. Se ele tem três pessoas te seguindo, alguma coisa está chegando para ela. Temos que ter essa responsabilidade. Hoje com as redes sociais, principalmente, então é muito perigoso e preocupante quando não se tem essa comunicação responsável. Quando eu falo da estratégia está também nesse lugar de entender os valores dessa pessoa, aqui dentro da Nova, a gente não quer atropelar isso, dizer que tem que ter isso ou aquilo, mas que tenha uma direção para essa pessoa, que não ultrapasse os valores dela e que também tenha essa responsabilidade na comunicação. E entender estrategicamente como será cada ação.”

Veja o bate papo completo clicando aqui.