Marieta Severo é a grande homenageada do Prêmio APTR de Teatro

Na noite que consagrou Grandes Sertão: Veredas, atriz ganha o carinho do neto, Chico Brown


  • 29 de maio de 2019
Chico com a avó Marieta. Foto: Cristina Granato


São mais de 50 anos de carreira, com um currículo memorável. Aliás, a trajetória de Marieta Severo se confunde com a história da dramaturgia no Brasil. Em sua coleção de troféus, prêmios máximos do teatro, como dois Molière (No Natal a gente Vem te Buscar, de 1981; e Estrela do Lar, 1989) e dois Mambembe, pelas mesmas peças. Na noite desta terça-feira, 28 de maio, Marieta levou para a casa mais uma estatueta.

Desta vez, como a grande homenageada do Prêmio APTR de Teatro 2019, ocorrido no Teatro Prudential, no Rio. A apresentação do evento foi de Marco Nanini e Drica Moraes. No momento da entrega de sua estatueta, Marieta ouviu depoimentos do atual companheiro, o diretor teatral AderbalFreire-Filho, e da amiga e sócia no Teatro Poeira, Andréa Beltrão. Elba Ramalho a surpreendeu cantando O Meu Amor, de Chico Buarque, com quem a atriz foi casada cerca de 30 anos.

“Quando as pessoas dizem coisas lindas a respeito de alguém que já morreu, eu sempre fico pensando: ‘Ai, que pena que elas não estão aqui para ouvir’. Eu nem precisei morrer...”, divertiu-se ela. “Tudo que aprendi foi através e por causa dos personagens que fiz e das histórias que contei. Tenho que agradecer por fazer parte de uma geração que sonhou com uma cultura vibrante, com a imaginação e a arte no poder, com uma sociedade mais igualitária e diversa, que lutou contra uma ditadura cruel”, disse a atriz.

Marieta Severo. Foto: Cristina Granato

No palco, ela agradeceu parceiros de trabalho como Marco Nanini, com quem imortalizou dona Nenê e Lineu, em A Grande Família, além de Naum Alves de Souza, Aderbal, Andreá e familiares. Aliás, as filhas Sílvia e Helena compareceram, além dos netos Clara e Chico Brown, da união de Helena com o ex, Carlinhos Brown.

EVENTO ENTREGA TROFÉU ESPECIAL À NICETTE BRUNO E CONSAGRA ESPETÁCULO GRANDE SERTÃO: VEREDAS

A nossa grande atriz Nicette Bruno também foi homenageada com o troféu Especial por sua participação recente no musical Pippin e sua trajetória artística no teatro. “Quando a gente recebe um prêmio é impossível não passar um filme pela cabeça. Trajetória de vida, de trabalho, mas principalmente trajetória de paixão pelo teatro”, disse Nicette.

Nicette Bruno. Foto: Cristina Granato

Com oito indicações no total de 13 categorias, Grande Sertão: Veredas foi o maior vencedor da noite: melhor direção (Bia Lessa), melhor ator (Caio Blat), melhor espetáculo e melhor cenografia (Camila Toledo e Paulo Mendes da Rocha). 

VEJA TODOS OS PREMIADOS DA NOITE ESPECIAL DO TEATRO

Música: Pedro Luis, Larissa Luz e Antônia Adnet por Elza

Iluminação: Felicio Mafra por Memórias do esquecimento

Figurino: João Pimenta por Dogville” e Romeu e Julieta

Cenografia: Daniela Thomas por Romeu e Julieta / e Camila Toledo e Paulo Mendes da Rocha por Grande sertão: Veredas

Atriz coadjuvante: Stella Maria Rodrigues por Romeu e Julieta / Stella Miranda por O frenético Dancin Days

Ator coadjuvante: Mateus Cardoso e Robson Medeiros por A invenção do Nordeste

Direção: Bia Lessa por Grande sertão: Veredas

Autor: Pablo Capistrano e Henrique Fontes por A invenção do Nordeste

Atriz protagonista: Amanda Acosta por Bibi, uma vida em musical

Ator protagonista: Bruce Gomlevsky por Memórias do esquecimento e Caio Blat por Grande sertão: Veredas

Categoria especial: Nicette Bruno por sua participação em Pippin e trajetória artística no teatro

Espetáculo: Grande Sertão: Veredas

Produção: Sarau Agência de Cultura Brasileira por Elza

Direção de Movimento e Coreografia: Angel Vianna

Parceiro do Teatro: Globo

Viva a arte! Pot-pourri de musicais marca a inauguração do Teatro Prudential

Premiada PI-Panorâmica Insana reabre teatro histórico no Rio



Veja Também