Bruno Garcia é Divaldo no filme espírita sobre o líder humanitário: “Saí diferente”

No lançamento, elenco fala das transformações e aprendizados após as filmagens


  • 09 de setembro de 2019
Foto: Divulgação


Por Luciana Marques

*Veja a matéria completa no vídeo, abaixo.

Um filme que fala de amor. Assim, o diretor e roteirista Clovis Mello define Divaldo – O Mensageiro da Paz, longa espírita sobre a história do líder humanitário baiano. No lançamento da produção, no Rio, o elenco falou sobre as transformações e os aprendizados com a experiência.

“Você cultiva a sua espiritualidade, a sua fé, você revê coisas que aprendeu na infância, adolescência, faz um paralelo, descobre. Eu só recebi coisas positivas”, contou Regiane Alves, que vive a religiosa Joanna de Ângelis.

Guilherme Lobo, que vive Divaldo na segunda fase, encontra o líder humanitário. Foto: Divulgação

“Foi realmente um trabalho aonde todos saíram diferentes. Todos saíram tocados por uma energia e por uma filosofia que está muito em falta no nosso planeta hoje em dia”, disse Bruno Garcia, intérprete de Divaldo na terceira fase.

 

 

No elenco de peso estão nomes ainda como Ana Cecília Costa, Laila Garin, Marcos Veras, Guilherme Lobo, João Bravo, Osvaldo Mil, Álamos Faco e Maria Salvadora. No lançamento carioca, Iraci Campos, presidente do CEJA Barra (Centro Espírita Joanna de Ângelis), também compareceu. 

Divaldo – O Mensageiro da Paz, que entra em cartaz nos cinemas a partir de 12 de setembro, passeia pela infância do líder humanitário no interior da Bahia até sua consagração como filantropo, fundador da Mansão do Caminho e orador em prol da divulgação da doutrina espírita no Brasil e no mundo.



Veja Também