Última semana! A peça Paulo Freire, o Andarilho da Utopia encerra temporada online

Montagem narra trajetória do grande pensador da história da educação mundial e tem participação do público.


30 de novembro de 2020

Foto: Dalton Valério

Quem é fã de arte e também da história de um dos maiores pensadores da história da educação mundial não pode perder a peça Paulo Freire, o Andarilho da Utopia. A montagem encerra sua temporada virtual neste domingo, dia 29 de novembro. Com dramaturgia de Junio Santos, direção de Luiz Antônio Rocha, a montagem acompanha a trajetória e os causos do Patrono da Educação Brasileira, misturando elementos das linguagens do teatro, do palhaço e do teatro de rua. A ideia é evidenciar na encenação a amorosidade de Paulo Freire com o ser humano, e o profundo respeito ao diálogo e à aceitação das diferenças.

No palco, o ator Richard Riguetti dá vida ao pensador no espetáculo, já visto por mais de 1000 pessoas de forma remota. “Com a pandemia, a arte precisou se reinventar para permanecer viva! E o teatro, considerado a arte da presença, tem buscado alternativas e novos caminhos. O teatro em casa é um grande desafio, mas muito importante para que haja encontros com qualidade de presença e escuta, mesmo no distanciamento físico”, declara. Nas apresentações online, há um diferencial de outras peças. As câmeras devem ficar abertas e há interação entre ator e espectadores.

Em todas as sessões virtuais, logo após a peça há um bate-papo com o diretor, o dramaturgo e o ator do espetáculo sobre os ideais deixados pelo patrono da educação brasileira. “Assim como o mestre foi perseguido pela ditadura militar e forçado a ser exilar, todos nós estamos, de uma certa forma, exilados pela pandemia e afastados do convívio social. E lutando para que nosso ofício permaneça vivo e pulsante”, diz o diretor Luiz Antônio Rocha.

Paulo Freire, o Andarilho da Utopia. Apresentações virtuais. Até 29/11. Aos sábados, às 21h, e aos domingos, às 17h. Ingressos: A partir de R$ 25. Onde comprar e assistir: www.sympla.com.br/paulo-freire-o-andarilho-da-utopia Classificação etária: 12 anos.